• Prof. Carlos Augusto Pereira dos Santos Possui Graduação em ESTUDOS SOCIAIS pela Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA (1990), Mestrado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ (2000) e Doutorado em História Do Norte e Nordeste do Brasil pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (2008). Atualmente é Professor da UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAU - UVA. Leciona as disciplinas de Historiografia Brasileira e História do Brasil I e II. É tutor do Programa de Educação Tutorial - PET HISTÓRIA/UVA. Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil, atuando principalmente nos seguintes temas: militancia comunista, ditadura, cotidiano, cultura e trabalhadores urbanos. conheça o grupo de pesquisa Cidade, Trabalho e Poder. Clique Aqui
Posted by Carlos Santos 0 comentários



Depois de post neste blog sobre a RIHGB, o historiador Renato Venâncio destaca a importância das revistas de história regionais, agora disponibilizadas na Internet. Confira abaixo:


História regional
A disponibilização online de revistas dos institutos históricos estaduais democratiza o acesso à tradição erudita da historiografia brasileira.
Renato Venâncio

A internet revela a cada dia importantes acervos. Recentemente, começaram a ser disponibilizadas coleções de revista dos institutos históricos e geográficos estatuais. Selecionamos três exemplos para mostrar a riqueza e importância dessa iniciativa. A RIHG do Ceará cobre o período de 1887 a 2007. É uma das publicações culturais mais antigas do Brasil. O periódico é um importante espaço de sociabilidade intelectual e de cultivo à erudição historiográfica. O mesmo é constatado em relação à RIHG do Sergipe e do Espírito Santo.


Outro aspecto a ser salientado é que, desde os anos 1990, se observa uma aproximação entre estas instituições e os cursos universitários de história. Na RIHG do Ceará nota-se, mesmo, a publicação de textos em coautoria entre sócios do Instituto e alunos de pós-graduação, como em artigo do volume de 2006, a respeito de acervos da Sociedade Capistrano de Abreu.

Por outro lado, também é proveitoso ler os volumes antigos, com transcrições de importantes documentos, como no caso das Cartas de Sesmarias, reproduzidas a partir do volume de 1893, ou então os registros de concessões de mercês a índios, disponíveis no volume de 1906.



A RIHG do Sergipe cobre o período de 1913 e 2008, também contando a história do Estado através de temas de interesse nacional. Há vários volumes reproduzindo correspondências e atas do governo da província. O volume de 2005 é um exemplo de modernidade de pesquisas, publicando artigo a respeito de fugas e quilombos registrados em jornais e relatórios policiais provinciais.



A RIHG do Espírito Santo abarca o período de 1917 a 1935, e está disponível no site do Arquivo Público do Estado do Espírito Santo. Uma vez mais cabe destacar a qualidade dos documentos aí reproduzidos, referentes tanto ao período colonial quanto ao contemporâneo, como no caso do volume de 1917, que transcreve o Relatorio apresentado pelo inspetor, Antonio Estigarribia, à Directoria do Serviço de Proteção aos Indios, no ano de 1912, relativamente aos indios do Rio Doce.


Nesta publicação, como nas demais, são sistematicamente reproduzidas atas de reuniões e documentos fundadores. Dessa forma, são franqueados valiosos acervos, permitindo o desenvolvimento de pesquisas inéditas por parte de alunos e pesquisadores, que até bem pouco tempo não tinham acesso às valiosas coleções das revistas dos institutos históricos regionais.

Fonte: Site da Revista de História da Biblioteca Nacional. Em 02/08/10

Categories:

0 Responses

Postar um comentário

Subscribe to My Blog

Subscribe Here

Visitates online

Você é o visitante Nº.:

Visitantes de outros países

free counters