• Prof. Carlos Augusto Pereira dos Santos Possui Graduação em ESTUDOS SOCIAIS pela Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA (1990), Mestrado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ (2000) e Doutorado em História Do Norte e Nordeste do Brasil pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (2008). Atualmente é Professor da UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAU - UVA. Leciona as disciplinas de Historiografia Brasileira e História do Brasil I e II. É tutor do Programa de Educação Tutorial - PET HISTÓRIA/UVA. Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil, atuando principalmente nos seguintes temas: militancia comunista, ditadura, cotidiano, cultura e trabalhadores urbanos. conheça o grupo de pesquisa Cidade, Trabalho e Poder. Clique Aqui
Posted by Carlos Santos 0 comentários

A Assembleia Legislativa foi espaço, na noite desta quinta-feira (15/12), de solenidade de lançamento do livro-reportagem “No tempo dos coronéis”. Escrita pelo jornalista J. Ciro Saraiva e dividida em vinte capítulos, a obra traz fatos marcantes e conta episódios da história política cearense, durante as gestões estaduais de Virgílio Távora, César Cals e Adauto Bezerra (1964-1985).
O deputado Professor Teodoro (PSD), que presidiu a sessão solene, definiu o autor do livro como um testemunho vivo, importante e privilegiado da trajetória política cearense.
“Com esta obra, ele presta um serviço ao nosso Estado e a todos os cearenses e brasileiros, dando sua versão, contando como participou, encarou e continua vendo esses acontecimentos tão importantes para a nossa história”, acrescentou.
O jornalista Cid Carvalho, que fez a apresentação do livro, disse que a obra de J. Ciro Saraiva é fundamental para se entender a história política estadual, pois o escritor é um “repórter da vida em momentos difíceis”.
Ele também definiu o livro como testemunho, lembrando que o autor sempre esteve envolvido nos principais acontecimentos relatados. De acordo com Cid Carvalho, “Ciro Saraiva falou com Virgílio Távora, acompanhou Adauto Bezerra e viu o surgir “esplendoroso” de César Cals, vindo naquele momento pelos braços da mudança institucional brasileira”.
“Ciro realiza um verdadeiro milagre, conseguindo trazer essas figuras de volta, os três coronéis, sem ferir a nenhum, com retratos verdadeiros e narrativas especiais. Ele é ‘fonte de crédito’, como se falava antigamente no ambiente jornalístico”, destacou.
O apresentador da obra disse ainda, que o livro, curiosamente, leva o leitor a determinadas realidades e mostra que Virgílio, Adauto e César não eram perseguidores, nem torturadores.
Cel.  Adauto Bezerra exibindo o livro no Aeroporto Pinto Martins
“Não eram coronéis no sentido sociológico em que a palavra é muito usada. Os nossos coronéis eram coronéis mesmo. Dos três, dois eram exímios políticos e tratavam a imprensa de um modo diferente. Nunca fui ameaçado por nenhum dos três, e foi isso que garantiu o limite para a revolução em nosso Estado. Esse é um livro honesto, e não uma narração de encomenda”, concluiu.
O escritor J. Ciro Saraiva agradeceu ao presidente da Assembleia, deputado Roberto Cláudio (PSB), por abrir as portas e permitir que o lançamento acontecesse na Casa.
Ele explicou que o livro não tem pretensão alguma, sendo, realmente, apenas um testemunho de um jornalista que penetrou nos meandros da política e tem algo a contar.
“São histórias relatadas com base em pesquisas que realizei, em recortes de jornais que tive o cuidado de guardar e em depoimentos que ouvi de pessoas que participaram das passagens contadas na obra. Agradeço as presenças de tantos nomes importantes da imprensa cearense, que conviveram comigo nas redações de jornais”, concluiu.
O deputado Sérgio Aguiar (PSB) e o deputado federal Artur Bruno (PT-CE) também prestigiaram o lançamento do livro.

FONTE: jusclip.com.br/livro
FOTO: blog.opovo.com.br/blogdoeliomar

Categories:

0 Responses

Postar um comentário

Subscribe to My Blog

Subscribe Here

Visitates online

Você é o visitante Nº.:

Visitantes de outros países

free counters