• Prof. Carlos Augusto Pereira dos Santos Possui Graduação em ESTUDOS SOCIAIS pela Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA (1990), Mestrado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ (2000) e Doutorado em História Do Norte e Nordeste do Brasil pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (2008). Atualmente é Professor da UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAU - UVA. Leciona as disciplinas de Historiografia Brasileira e História do Brasil I e II. É tutor do Programa de Educação Tutorial - PET HISTÓRIA/UVA. Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil, atuando principalmente nos seguintes temas: militancia comunista, ditadura, cotidiano, cultura e trabalhadores urbanos. conheça o grupo de pesquisa Cidade, Trabalho e Poder. Clique Aqui
Posted by Carlos Santos 0 comentários

Na recente solenidade de diplomação das turmas PARFOR, destaue para os alunos de História RENATA e LUÍS CLAUDIO, primeiro e segundo lugares entre todos os 100 primeiros concludentes no Brasil. Parabéns a todos!!!


UVA forma primeiras turmas do PARFOR no Brasil

Formandos durante solenidade de Outorga de Grau, no campus da Betânia.



Formandos de 21 municípios cearenses participaram da solenidade de  Outorga de Grau no campus da Betânia.

No dia 26 de agosto, no campus da Betânia, foi realizada a solenidade de Outorga de Grau da primeira turma de formandos do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor Presencial) no Estado do Ceará. A solenidade foi presidida pelo reitor da UVA, professor Antonio Colaço Martins. Os 100 formandos dos cursos de Educação Física, Geografia, História, Matemática e Ciências Sociais são provenientes de 21 municípios da região Norte do Ceará e da capital e são os primeiros a serem diplomados, no Brasil, pelo PARFOR presencial.

Em seu pronunciamento, o professor Antonio Colaço martins ressaltou a importância e a singularidade da cerimônia, por ser direcionada a professores já atuantes em escolas públicas da educação básica, e lembrou o papel do professor no desenvolvimento intelectual, ético e social do aluno. “Deseja a UVA, com esta solenidade, ressaltar a função primordial do professor, que causa ou ocasiona aprendizagem. Poucas tarefas e poucas funções conheço que exijam tantos requisitos para serem exercidas como a função de professor. O professor deve dominar o conteúdo e deve atualizá-lo continuamente. O professor tem que saber traduzir aquilo que já aprendeu e comunicá-lo adequadamente; o que não é pouco, pois implica conhecimento e uso dos diversos meios e recursos didáticos-pedagógicos”, disse o Reitor, que falou, ainda, do dever de ser cidadão e de formar estudantes para a cidadania. “A propósito, caros colegas, lembremos da força do exemplo. Talvez possamos aprender com os chineses, para quem a melhor maneira de fazer é sendo, a melhor maneira de fazermos cidadãos é sendo cidadãos”, finaliza.

A Coordenadora Geral de Programas de Apoio à Formação e Capacitação Docente da Educação Básica, da CAPES/MEC, Izabel Lima Pessoa, esteve presente à solenidade e falou sobre a importância do  PARFOR e a sua contribuição para o desenvolvimento do país. “Quando criamos oportunidade para a melhoria da qualidade da formação dos professores, estamos melhorando a qualidade da educação básica nesse país, e quem ganha é a sociedade brasileira. A CAPES se sente muito feliz de, com este momento, estar realizando uma missão que começou em 2007 e que ainda tem muita coisa por fazer”, disse Izabel Pessoa, falando, ainda, da atuação da UVA no desenvolvimento do Plano. “O papel da Universidade foi desempenhado muito bem, prova disso é essa formatura com 100 alunos em áreas e disciplinas tão importantes para a sociedade do Ceará e, claro, para todo o Brasil”, afirmou.

Em nome dos concludentes, falou a estudante do Curso de Matemática, Maria Vandita Marques Fernandes, que agradeceu à Universidade e ao PARFOR pela oportunidade de melhorar a qualidade de sua formação e atuação profissional. O orador docente foi o Coordenador Geral do PARFOR/UVA, professor Agenor Soares e Silva Júnior, que citou a visão de futuro da Universidade e a sua sintonia com os objetivos do PARFOR. “Em 2020, a Universidade Estadual Vale do Acaraú será reconhecida por sua competência na formação de professores para a educação básica, pela oferta de ensino superior de qualidade e flexível (…) ”, disse.

Os concludentes da primeira turma de formandos em Segunda Licenciatura do PARFOR são professores dos municípios de Acaraú, Alcântaras, Bela Cruz, Canindé, Forquilha, Fortaleza, Graça, Granja, Itapajé, Marco, Martinópole, Massapê, Meruoca, Mucambo, Pacujá, Santana do Acaraú, Santa Quitéria, Sobral, Tianguá, Uruoca e Viçosa do Ceará.

Como parte da solenidade de Outorga de Grau, foram entregues Certificados de Mérito Acadêmico e bolsas de estudos em qualquer dos cursos de especialização oferecidos pela UVA aos concludentes que obtiveram o primeiro e segundo melhores Índices de Rendimento Acadêmico (IRA). O primeiro lugar geral foi da estudante do Curso de História, Renata Alves de Lima, que foi contemplada com uma bolsa de estudo integral. Também estudante de História, o segundo melhor IRA foi de Luís Cláudio Cardoso Bandeira, premiado com meia bolsa de estudo em curso de pós-graduação lato-sensu.

PARFOR

O PARFOR foi instituído pela Portaria Normativa Nº 9, de 30 de junho de 2009, do Ministério da Educação (MEC). O Plano, implantado pela Secretaria Nacional de Educação Básica, é gerido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), em parceria com as secretarias de educação dos estados e dos municípios e as instituições públicas de ensino superior. O objetivo é melhorar a formação dos docentes em exercício na rede pública, o que influencia na qualidade do ensino que as crianças e os jovens recebem nas escolas.

O Plano tem como meta formar, no período de 2009 a 2011, 330 mil professores que hoje exercem a profissão sem licenciatura. Do total de vagas, 52% são em cursos presenciais e 48% em cursos a distância.

O Plano oferece cursos de graduação para educadores em exercício no magistério público que estão em uma das três situações: professor que ainda não tem curso superior (primeira licenciatura); professor com graduação, mas que leciona em área diferente daquela em que se formou (segunda licenciatura); e bacharel sem licenciatura que precisa de estudos complementares que o habilitem ao exercício do magistério.

fone: WWW.UVANET.BR

Categories:

0 Responses

Postar um comentário

Subscribe to My Blog

Subscribe Here

Visitates online

Você é o visitante Nº.:

Visitantes de outros países

free counters