• Prof. Carlos Augusto Pereira dos Santos Possui Graduação em ESTUDOS SOCIAIS pela Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA (1990), Mestrado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ (2000) e Doutorado em História Do Norte e Nordeste do Brasil pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (2008). Atualmente é Professor da UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAU - UVA. Leciona as disciplinas de Historiografia Brasileira e História do Brasil I e II. É tutor do Programa de Educação Tutorial - PET HISTÓRIA/UVA. Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil, atuando principalmente nos seguintes temas: militancia comunista, ditadura, cotidiano, cultura e trabalhadores urbanos. conheça o grupo de pesquisa Cidade, Trabalho e Poder. Clique Aqui
Posted by Carlos Santos 0 comentários

Retomando a série "Dica de Livro", o blog traz mais uma obra para você conferir:
 


SABER DOS ARQUIVOS,
Marlon Salomon (org.)
Preço: R$ 37, 00

O livro Saber dos Arquivos é uma coletânea de artigos que tratam de temas como a importância dos arquivos e o direito à memória e à informação, num entendimento de que o saber não está apenas no “tomar conhecimento”, mas no aprofundamento e no verdadeiro saber que pode ser encontrado nos arquivos.“Com os arquivos, saber dos ausentes é possível. Mas não apenas. Com os arquivos, o historiador tem o poder de produzir um saber com estes traços”, explica o organizador na apresentação do livro.
Tema atual
Saber dos Arquivos não é de interesse apenas de historiadores, arquivistas, juristas, psicanalistas, cientistas políticos, jornalistas e filósofos, mas de toda a sociedade, principalmente pela atualidade do tema e sua presença nas pautas cotidianas do Brasil, como o projeto de criação da Comissão Nacional da Verdade, o projeto que tramita no Congresso Nacional sobre a nova lei de acesso à informação, além de um clamor social pela abertura dos arquivos. O caso brasileiro é emblemático para a temática, pois ainda existe um vácuo no conjunto de circunstâncias que explicam a morte e o desaparecimento de presos políticos. “A abertura dos arquivos não é uma consequência automática da abertura política. Como a democracia, os arquivos nunca estão ‘dados’”, explica Salomon.
 Para Marlon Salomon, a luta pela abertura dos arquivos é uma luta pelo direito de se apropriar da memória. Mas ele faz uma ressalva: “A abertura dos arquivos é uma condição necessária, mas insuficiente da verdade. A verdade não é uma consequência automática e imediata dessa abertura”. Para Salomon, os arquivos se tornaram um problema político, jurídico e filosófico. A gestão do passado no presente das sociedades contemporâneas tornou-se uma questão fundamental. O livro trata, além do fechamento, do problema da destruição de arquivos, que seria um “não-saber”, uma “denegação do outro”, do menosprezo cultural, político e epistêmico pelos arquivos.
Diversidade de abordagens
Professores estrangeiros colaboraram nesta coletânea organizada por Salomon. Nos casos de Sonia Combe e Adi Ophir são as primeiras traduções de seus trabalhos no Brasil. Sonia Combe relata a reivindicação pelo direito de se apropriar da memória na ex-Alemanha Oriental, que foi transformada em objeto de luta política, na busca dos cidadãos pelos dossiês sobre si mesmos após a queda do Muro de Berlim. Seu texto ainda analisa os debates em torno da recente lei de acesso a informações aprovada na França. Adi Ophir fala da ordem histórica que possui o arquivo e busca definir um conceito de arquivo.
Antonella Solomoni, especialista em história da Rússia e da ex-União Soviética, mostra como uma preocupação inédita pelos arquivos, após a Revolução Russa, esteve na base do projeto de fundação do Estado Socialista.  Philippe Artières retrata os arquivos inéditos que surgiram a partir de novos interesses artísticos e de pessoas comuns a partir dos anos 1990. O filósofo e professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da PUC-Goiás, José Ternes, escreve a orelha de Saber dos Arquivos.
Marcelo IGOR

Categories:

0 Responses

Postar um comentário

Subscribe to My Blog

Subscribe Here

Visitates online

Você é o visitante Nº.:

Visitantes de outros países

free counters