• Prof. Carlos Augusto Pereira dos Santos Possui Graduação em ESTUDOS SOCIAIS pela Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA (1990), Mestrado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ (2000) e Doutorado em História Do Norte e Nordeste do Brasil pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (2008). Atualmente é Professor da UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAU - UVA. Leciona as disciplinas de Historiografia Brasileira e História do Brasil I e II. É tutor do Programa de Educação Tutorial - PET HISTÓRIA/UVA. Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil, atuando principalmente nos seguintes temas: militancia comunista, ditadura, cotidiano, cultura e trabalhadores urbanos. conheça o grupo de pesquisa Cidade, Trabalho e Poder. Clique Aqui
Posted by Carlos Santos 0 comentários

Dennis Stanford e Bruce Bradley,os arqueólogos em questão.

Euro-americanos?

Com base em descobertas arqueológicas, cientistas afirmam em polêmico livro que os europeus colonizaram a América antes dos indígenas

16/3/2012
 
 
  • Dois arqueólogos americanos estão gerando controvérsias – para dizer o mínimo – na comunidade acadêmica. É que o livro Across Atlantic Ice: The Origin of America’s Clovis Culture (“Pelo gelo do Atlântico: a origem da cultura Clóvis da América”, em tradução livre) defende que os europeus, e não povos provenientes da Ásia, foram os primeiros colonizadores do continente americano.
    Segundo matéria publicada na BBC, o livro aponta novas descobertas arqueológicas indicando que a América foi colonizada inicialmente por europeus da Idade da Pedra, que cruzaram o Atlântico de barco durante a última Era Glacial, há cerca de 20 mil anos. A teoria radical sobre os primeiros americanos é dos arqueólogos Dennis Stanford, do Museu Nacional Smithsonian de História Natural, em Washington, e Bruce Bradley, da Universidade de Exeter, no Reino Unido.
    Across Atlantic Ice traça as origens dos solutrenses, que ocuparam o norte da Espanha e França, e de seus supostos descendentes da cultura Clóvis - surgida no final da Era do Gelo e assim batizada por conta dos artefatos encontrados perto da cidade de Clóvis, no Novo México (EUA). O povo da cultura Clóvis era considerado o mais antigo habitante das Américas, com cerca de 13 mil anos.
    Em entrevista à BBC Brasil, Tom Dillehay, renomado arqueólogo da Universidade Vanderbilt, no Tennessee, disse que “os dados científicos concretos ainda não estão lá para provar ou refutar a teoria”, embora o livro seja “bem pesquisado, interdisciplinar e sério”.
    “Estamos pesquisando teorias para explicar o povoamento das Américas. Esta hipótese é uma das possibilidades, mas os dados genéticos e bioarqueológicos atuais assinalam que a Sibéria, e não a Europa, foi o ponto de entrada.”

    Fonte: site da RHBN.

Categories:

0 Responses

Postar um comentário

Subscribe to My Blog

Subscribe Here

Visitates online

Você é o visitante Nº.:

Visitantes de outros países

free counters