• Prof. Carlos Augusto Pereira dos Santos Possui Graduação em ESTUDOS SOCIAIS pela Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA (1990), Mestrado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ (2000) e Doutorado em História Do Norte e Nordeste do Brasil pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (2008). Atualmente é Professor da UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAU - UVA. Leciona as disciplinas de Historiografia Brasileira e História do Brasil I e II. É tutor do Programa de Educação Tutorial - PET HISTÓRIA/UVA. Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil, atuando principalmente nos seguintes temas: militancia comunista, ditadura, cotidiano, cultura e trabalhadores urbanos. conheça o grupo de pesquisa Cidade, Trabalho e Poder. Clique Aqui
Posted by Carlos Santos 0 comentários


Filha de Prestes critica impunidade
Na opinião de Anita Leocádia Prestes, o Brasil vai completar 50 anos desde o Golpe de 1964, sem ter feito justiça pelos torturados
·

Fonte: Internet. Divulgação
Filha do político Luiz Carlos Prestes, militante do comunismo no Brasil, a historiadora Anita Leocádia Prestes defende que a Lei da Anistia Política, de 1979, foi uma conquista, para a época, mas é limitada. Ela lamenta que o Brasil seja atrasado em relação a países vizinhos, como Uruguai e Chile, que têm condenado torturadores de suas ditaduras até à prisão perpétua. No entanto, aqui, os torturadores estão vivendo em liberdade, em alguns casos, ocupando cargos públicos, critica Anita.
“Ano que vem vai fazer 50 anos do Golpe de 1964 e até hoje não se fez justiça no Brasil. O Governo vacila muito em ter receio da reação dos militares. O grande absurdo é que não vão mexer na Lei da Anistia”, disse Anita, que esteve em Fortaleza sexta e sábado da semana passada. Na sexta, ela lançou seu livro Luiz Carlos Prestes - O combate por um partido revolucionário (1958-1990), na Câmara Municipal de Fortaleza. Antes, ela participou da abertura da exposição “Prestes no Ceará”, na sede da Associação 64/68 - Anistia, no Benfica. No sábado, proferiu palestra às 9 horas, no Centro de Formação Frei Humberto.
Pela Lei da Anistia, ela argumenta que torturadores não podem ser processados e condenados e, com isso, a Comissão da Verdade fica limitada a pesquisa e levantamento de dados. A postura do Governo, diz, só poderá ser superada pela pressão popular.
Como Anita explica, o livro trata dos últimos 32 anos da atividade política de Prestes, mostrando como o pensamento dele evolui, como rompe com a direção do PCB em março de 1980, com a divulgação da Carta aos Comunistas, e como prossegue na luta “por um partido revolucionário que conduza setores populares por um Brasil melhor, sem injustiças e, em última instância, pelo socialismo”.
 Por quê
ENTENDA A NOTÍCIA

Anita critica a postura do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), que compõe o Governo do PT. Para ela, a sigla apoia modelo neoliberal de continuidade ao Governo Lula e FHC, que defende interesses capitalistas.
Fonte: TATIANA FORTES/ESPECIAL PARA O POVO


Categories:

0 Responses

Postar um comentário

Subscribe to My Blog

Subscribe Here

Visitates online

Você é o visitante Nº.:

Visitantes de outros países

free counters